Entrevista: Tom Atkins fala sobre o novo truque de Slasher do Halloween e seu papel favorito no cinema de terror

0 96

TRICK poster 203x300 - Entrevista: Tom Atkins fala sobre o novo Halloween Slasher TRICK e seu papel favorito no cinema de terror

Tom Atkins é uma lenda na comunidade de horror. Seu primeiro filme foi O detetive em 1968, estrelado por Frank Sinatra, mas Atkins é mais frequentemente associado a filmes como The Fog (1980), Dia das Bruxas III: Estação da Bruxa (1982) e Noite dos arrepios (1986). Ele também estrelou Show de horrores (1982), Maniac Cop (1988) e My Bloody Valentine (2009). Os fãs de terror tiveram muitos anos para conhecer Atkins com base no número de filmes em que ele apareceu. Na vida real, ele não se parece com os personagens às vezes desequilibrados que ele interpretou que todos conhecemos e amamos. Ele está de muito melhor humor e muito mais charmoso.

Atkins estrela como Talbott no novo filme Truque, dirigido por Patrick Lussier, que dirigiu My Bloody Valentine, e escrito por Lussier e Todd Farmer. Truque com Omar Epps (casa, Grito 2) como o detetive Mike Denver, Ellen Adair (Pátria, O pecador) como xerife Lisa Jayne, Kristina Reyes (Ponto cego) como Cheryl Winston e Jamie Kennedy (Grito franquia) como o Dr. Steven. Cheryl testemunha seus colegas de classe sendo mortos por um assassino mascarado chamado Patrick "Trick" Weaver, que foi preso mais tarde, mas escapou da custódia da polícia e foi baleado cinco vezes pelo detetive Mike Denver. Trick foi considerado morto, mas no ano seguinte, Trick aparece no Halloween e comete outro massacre sangrento. O detetive Denver está determinado a pegar Trick, mesmo que isso o faça perder a própria sanidade. O filme apresenta algumas mortes bem insanas e efeitos especiais horríveis e oferece uma nova visão do subgênero slasher do horror.

A Dread Central ficou encantada por ter a oportunidade de conversar com Tom Atkins sobre Truque, seu papel favorito no cinema, seus pensamentos sobre os filmes de terror atuais e muito mais. Continue lendo para descobrir do que falamos!

A RLJE Films lançará Truque nos cinemas, sob demanda e digital 18 de outubroº.


Dread Central: Oi, Tom! Muito obrigado por ter tempo para falar comigo hoje! Eu tenho visto Truque e eu realmente gostei.

Tom Atkins: Bem, que bom! Eu agradeço. eu vi Truque na estréia em 9 de outubroº no Chinese Theater no Hollywood Boulevard e eu realmente gostei. Eu amei! Quando tudo começou, pensei: “Oh meu Deus. Patrick foi para o lado sombrio. ”Está muito sangrento no começo e achei muito legal. Eu amo esse sentimento de pavor que você sentiu durante todo o filme. Eu sou um ótimo público para qualquer coisa (risos). Eu sou o melhor. Eu me envolvo e reajo verbalmente e digo coisas como: "Oh não, não vá lá! Oh Deus! Oh Jesus, por favor! Oh não! ”E eu tinha um saco de pipoca. Eu realmente gostei disso. Eu me diverti muito naquela estréia. Foi ótimo.

Tom Atkins TRICK ainda 1024x683 - Entrevista: Tom Atkins fala sobre o novo truque de Slasher do Dia das Bruxas e seu papel favorito no filme de terror
Tom Atkins em Truque

DC: Talbott, o personagem em que você interpreta Truque, é um pouco diferente dos personagens que estamos acostumados a ver você retratar. O que lhe atraiu sobre o roteiro e o papel de Talbott?

TA: Eu era o grouch da cidade, um velho rabugento. Tudo me atraiu (risos). Primeiro de tudo, e essa é a verdade, é o meu terceiro filme com Patrick Lussier e eu iria a qualquer lugar e faria qualquer coisa para trabalhar com ele. Eu apenas o amo. Ele é como estar com meu irmão mais novo. Ele é apenas um diretor maravilhoso e acho que todos os seus anos como editor de Wes Craven o serviram incrivelmente bem como diretor, porque ele está filmando como deseja. Isso torna mais fácil para o seu próprio editor, que eu conheci (risos) vagando pela produção um dia lá em Newburgh, Nova York. Ele era um cara jovem e fantástico. Eu o vi na exibição. É apenas um trabalho fenomenal, eu acho. É um dos melhores que eu já vi Patrick montar. Eu amei. Eu simplesmente amei o filme.

Eu amo o Talbott. Ele é um cara envelhecido e rabugento, mas você pode dizer que ele também tem um senso de humor sobre ele e adora os jovens do filme, à sua maneira estranha e irritada. É para as pessoas mais velhas que ele não tem utilidade (risos).

DC: Alguns dos meus papéis favoritos em que você interpretou estavam em Dia das Bruxas III: Estação da Bruxa, The Foge Noite dos arrepios. Você tem um papel favorito e por quê?

TA: Claro! Noite dos arrepiosDetetive Ray Cameron. Esse é o meu favorito. Eu tinha todas as boas frases nisso. "Bem, garotas, tenho boas e más notícias. A boa notícia é que suas datas estão aqui. (voz aguda) "Quais são as más notícias?" (voz normal) "Eles estão mortos". E então os meninos zumbis de smoking sobem o gramado para pegar as meninas para o baile (risos). Eu amei fazer esse filme. Nos divertimos muito em Los Angeles em 1985 ou mais. Eu acho que foi o ano em que filmamos e depois foi lançado em 1986.

Fred Dekker é um amigo querido e querido desde que nos conhecemos fazendo esse filme e montando-o. Eu o vi duas vezes em Los Angeles nesta viagem passada. Ele chegou à estréia de Truque e ele e algumas outras pessoas e eu jantamos no Musso & Frank, aquele maravilhoso restaurante de cem anos de idade em Hollywood, no Hollywood Boulevard. Foi no filme de Tarantino, Era uma vez em Hollywood. É legal e é realmente uma boa comida. É uma velha junta maravilhosa.

Evento TRICK Jamie Kennedy Patrick Lussier Omar Epps Tom Atkins Aaron Dalla Villa 1024x646 - Entrevista: Tom Atkins fala sobre o novo slasher de Halloween TRICK e seu papel favorito no cinema de terror
Jamie Kennedy, Patrick Lussier, Omar Epps, Tom Atkins e Aaron Dalla Villa na estréia de Truque no Screamfest Film Festival, 9 de outubro de 2019
(crédito da foto: Rodin Eckenroth)

DC: É realmente incrível que Fred Dekker tenha chegado à estréia de Truque!

TA: Sim, isso foi legal. Bem, eu estava lá para um dia de homenagem ao Beyond Fest. Eles tiveram um dia inteiro só para Tom Atkins. Eles mostraram The Fog, Dia das Bruxas III: Estação da Bruxae Noite dos arrepios. Que piada! Então, as pessoas de Truque disse: "Bem, você já está lá. Vamos estrear no Screamfest do outro lado da rua. ”O Beyond Fest foi no Egyptian Theatre e eles estreou Truque no Teatro Chinês do outro lado da rua. Então, eles me mantiveram lá fora, e eu fiquei no antigo Roosevelt Hotel e fui à estréia e vi Patrick Lussier e toda a turma.

DC: Truque é uma nova visão do subgênero slasher. Quais são seus pensamentos sobre o futuro do horror?

TA: Bem, eu não sei. Eu não gosto do novo horror normalmente, coisas como Serra. Eles são uma espécie de sangue implacável sem motivo real. Você não conhece as pessoas. O que eu amei sobre os que fizemos nos anos oitenta e que eu gosto sobre Truque, é que você conhece as pessoas. Você tem pessoas pelas quais pode torcer e espera que elas superem isso com vida e saiam do outro lado bem. Mas, com aqueles como Serra, você não os conhece, nem sabe quem eles são e pode se importar menos se todos ficarem cansados. Eu pensei que Patrick Lussier fez um trabalho maravilhoso em Truque nisso tudo começa bastante violento, mas você conhece Talbott, espera que ele consiga, e Omar Epps e Ellen Adair, seus personagens. Alguns conseguem, outros não. Eu amo que haja algo redentor no filme; que não é apenas uma fatia implacável.

DC: Eu concordo. Eu cresci nos anos 80 e adoro horror dos anos 80.

TA: Está vendo? Sim, está certo. Obrigado, agradeço. É bom conversar com você.

DC: É tão bom falar com você. Eu realmente gostei disso!

TA: Obrigado. Vejo você na próxima vez!






Fonte

Leave A Reply

Your email address will not be published.