Este dia de horror: feliz aniversário Boris Karloff

0 17

Nascido neste dia em 1887: Boris Karloff

Nascido William Pratt na Inglaterra, Karloff era o caçula de nove irmãos e era um pouco de ovelha negra – seus outros irmãos eram todos membros distintos do Serviço de Relações Exteriores Britânico. Ele não se formou na faculdade e se mudou para o Canadá ainda jovem. Ele trabalhou como diarista entre apresentações teatrais.

Mais conhecido por seu papel como o monstro em Frankenstein, além de futuros papéis em filmes de terror, ele atuou em mais de oitenta filmes antes de desembarcar Frankenstein. Ele sempre será conhecido como o monstro de Frankenstein, com a aparência e a maquiagem protegidas por direitos autorais da Universal.

Karloff se tornou uma estrela de horror depois de aparecer em A velha casa escura e A mamãe. Seus outros veículos de terror incluíam O Ghoul; O gato preto; O Corvo; A noiva de Frankenstein; O quarto preto; e Os mortos que caminham. Os filmes de terror sofreram significativamente quando o Código Hays introduziu a autocensura na indústria cinematográfica. Contudo, o sucesso das reedições de Frankenstein e Drácula Em 1939, a Universal voltou a fazer filmes de terror.

Durante esse período, Karloff estrelou filmes de terror que incluíam: Filho de Frankenstein; O homem que eles não podiam enforcar; Sexta-feira preta; Antes de eu desligar; O homem com nove vidas; O macaco; Os comandos do diabo; O auge; Casa de Frankenstein; Ilha dos Mortos; Bedlam; Sábado Negro; O terror; A comédia dos terrores; e O Culto Carmesim (aka Maldição do Altar Carmesim, seu último filme).






Fonte

Leave A Reply

Your email address will not be published.